Rede Integrativa de doenças crônicas de origem não-infecciosas - RICRONI

A transição de perfil epidemiológico no Brasil mostra crescimento importante de doenças crônicas de origem não-infecciosa. Dentre as principais causas de mortalidade aparecem doenças vasculares (incluindo cerebrovasculares e cardiovasculares), câncer, obesidade, diabetes e doenças neurodegenerativas. Este quadro é acompanhado de um aumento de longevidade, o que traz a questão do envelhecimento como um fator importante no enfrentamento dessas enfermidades. Perspectivas alarmantes para as próximas décadas requerem o desenvolvimento urgente de estratégias terapêuticas para prevenir a progressão dessas doenças, sob pena de enorme sobrecarga no sistema único de saúde. Na Fiocruz, os projetos de pesquisa e desenvolvimento sobre doenças metabólicas estão reunidos através do programa translacional Fio-Metabol, e vários Laboratórios desenvolvem pesquisa e formam pós-graduandos neste campo do conhecimento. Tendo em vista este cenário de aumento importante de neurodegenerativas, alterações patológicas do  neurodesenvolvimento e doenças psiquiátricas, a Fiocruz lançou o programa translacional em neurociências (FioNeuro), rede que compreende grupos de pesquisa em diversas unidades da Instituição, e conta ainda com a associação do INCT de Neuroimunomodulação, coordenado pela Fiocruz. A Fiocruz também criou, em 2015, o Programa translacional Fio-Câncer, contando com grupos de pesquisa que vão desde a pesquisa básica à epidemiologia, buscando integrar as diferentes áreas de conhecimento para atingir seus objetivos por transferência de tecnologia, geração de novas informações/tecnologia. Além de gerar conhecimento e insumos relacionados à oncologia, a Rede Fio-Câncer se propõe a subsidiar as iniciativas de formação de recursos humanos.

Projetos da Rede

 

Acesse os programas dessa rede. Clique aqui