Rede integrativa para enfrentamento das desigualdades em saúde - RIDES

Desigualdades em saúde se manifestam em diferentes escalas territoriais, no âmbito global e no interior dos países. Seu enfrentamento requer estratégias de cooperação internacional voltadas para a formação na pós-graduação, a realização de pesquisas e a produção de conhecimento em dois âmbitos complementares: determinação dos processos saúde-doença (dimensões epidemiológicas, social, ambiental); e políticas, sistemas e serviços de saúde (dimensão das políticas de promoção e atenção à saúde da população). A influência da determinação social no processo de adoecimento parte do pressuposto de que a saúde é um fenômeno complexo, multifacetado, e deve ser examinado através de dimensões socioculturais, biológicas dentre outras. Os Determinantes Sociais de Saúde (DSS) compreendem os fatores sociais, econômicos, culturais, étnicos/raciais, psicológicos e comportamentais que influenciam a ocorrência de problemas de saúde e seus fatores de risco na população (CNDSS, 2006). Na Saúde Pública, historicamente, as explicações biomédicas têm suplantado as interpretações sociais acerca da determinação do processo saúde/doença.

Projetos da Rede

Acesse os programas dessa rede. Clique aqui